header teatro

Dias 28 de Fevereiro a 17 de Março | Terça a Sexta das 10h00 às 18h00 & Sábados e Domingos das 12h00 às 18h00 | MU.SA | Exposição | Pùblico em Geral

 

Desde a sua primeira edição que o Periferias abre com a exposição temática que se mantém até ao final da iniciativa. A exposição serve como pretexto para divulgar algumas temáticas ligadas às artes performativas, quer nos temas mais populares, técnicos ou eruditos.
Seguindo a tendência das últimas edições, este ano damos a conhecer uma arte popular que nos mostra uma tradição viva no mundo da lusofonia – Batucadeiras, de Cabo Verde.
Durante a colonização portuguesa, o batuque foi considerado «nocivo aos bons costumes», sendo chamado pelos termos de «música de cafres» e «música de africano». Hostilizada pela administração colonial e pela Igreja, foi durante a política do Estado Novo que essa repressão foi mais forte. O batuque, ou batuk, chegou a ser proibido nos centros urbanos, e chegou a estar moribundo a partir dos anos 50. Agora é uma arte viva e pretende-se que seja reconhecida como Património Cultural Imaterial de Cabo Verde.

Preçário
1,00 € (não Munícipes) | 0,50 € (Munícipes)